Usina de Letras
Usina de Letras
29 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62474 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50858)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140901)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6248)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->PRISIONEIRO DA ESPERA -- 11/07/2006 - 05:38 (Anselmo Cordeiro de Oliveira) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Espero.... Meu Deus, como espero!

E nesta espera por ti, a agonia

De não conseguir o que tanto quero,

A vir preencher minha alma vazia.



Me ponho em on-line no ODIGO e espero...

O ICQ lá está com a cor verde ativa,

E a cada click, me desespero,

Prisioneiro de ti, numa tela passiva.



Meu consolo é saber que não falta atenção

De ti àquilo que sinto e não minto,

E que há algo de bom nesta má sensação,



Neste Inferno de Dante que em mim consinto:

É que a espera maltrata-me o coração,

Mas aumenta, inda mais, o amor que eu sinto.



net7mares@oi.com.br
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui