Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
231 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59012 )

Cartas ( 21232)

Contos (13078)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9397)

Erótico (13483)

Frases (46347)

Humor (19241)

Infantil (4418)

Infanto Juvenil (3659)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138114)

Redação (3046)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1941)

Textos Religiosos/Sermões (5486)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->UM MITO CHAMADO VAQUEIRO -- 03/10/2011 - 10:10 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.
UM MITO CHAMADO VAQUEIRO
Silva Filho


Vaqueiro, cabra valente
Fruto do chão nordestino
No encalço da boiada
Transita o teu destino
Com elegância na sela
Tens do campo a tutela
Moldada desde menino.

Vencendo ponta de espinhos
Quando a boiada estoura
O sol forte do sertão
É o bronze que te doura
Tens o destino bendito
De seres também um mito
Ao lado da manjedoura.

Nas rédeas tens o teu leme
Pra marcar a direção
No corpo tens o escudo
Com o nome de gibão
E na humilde casinha
Tens alguém que adivinha
O que diz teu coração.

Por onde bate um chocalho
Tem um vaqueiro na pista
O gado tem liberdade
Como bom extrativista
Mas o vaqueiro prendado
Quando se trata de gado
Não pode perder de vista.

Vaqueiro – meu caro amigo
Tens u’a vida de vitória
Não podendo contar tudo
Eu resumo a tua história
És um herói da toada
Cuidando bem da manada
Com teu aboio de glória.

/aasf/
03/10/2011

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 277 vezesFale com o autor