Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
45 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59013 )

Cartas ( 21233)

Contos (13072)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9398)

Erótico (13482)

Frases (46351)

Humor (19239)

Infantil (4419)

Infanto Juvenil (3662)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138121)

Redação (3046)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1943)

Textos Religiosos/Sermões (5487)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->POETA FORA DO NINHO! -- 30/09/2011 - 11:02 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.
POETA FORA DO NINHO!
Silva Filho


O que mais procuro eu
Por fora do meu sertão
Se deixei o meu refrão
Na fase do apogeu.
É que o tempo correu
E eu segui seu caminho
Mas entrei num remoinho
Numa grande encruzilhada
Onde se lê na estrada:
POETA FORA DO NINHO!

Na minha vida simplória
De sertanejo cantante
Fiz poemas de amante
Sem precisar de vanglória.
No curso dessa história
Ouvi a Mãe Natureza
Que me falou da beleza
De tudo que tem na Terra
Fauna, flora e aquela Serra
Em infinita grandeza.

Ouvi bela sinfonia
Composta de mil gorjeios
Vi as nuanças dos veios
Como parte da magia.
Vi aflorar POESIA
De naturais pigmentos
Formatando sentimentos
De quem nasceu no Sertão
E ganhou um Coração
Movido só pelos ventos.

Foi assim, nesse recanto
Que me tornei mensageiro
Pra levar ao mundo inteiro
A Natureza em canto.
Pra não faltar acalanto
No peito da minha gente
O verso se fez presente
Com a força dum vulcão
Que deixa lavas na mão
De quem faz essa corrente.

/aasf/
30/09/2011

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 319 vezesFale com o autor