Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
51 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59013 )

Cartas ( 21233)

Contos (13072)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9398)

Erótico (13482)

Frases (46351)

Humor (19239)

Infantil (4419)

Infanto Juvenil (3662)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138121)

Redação (3046)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1943)

Textos Religiosos/Sermões (5487)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->QUANDO EU PEGAVA NO BICHO... -- 26/08/2011 - 10:02 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131445924656219500

QUANDO EU PEGAVA NO BICHO...
Silva Filho


Na Amazônia brasileira
Fui fazer o meu turismo
Cercado de ceticismo
Ao chegar na ribanceira.
Fui subindo pelas beiras
Contemplando a mata fria
Uma moça como guia
Inseriu-me nesse nicho
QUANDO EU PEGAVA NO BICHO
A MULHER ESTREMECIA.

Adentrando na Floresta
Fui sentindo arrepios
Alguns bichos arredios
Olhavam por uma fresta.
O suor correu na testa
Mas a moça não corria
Um monstro que se escondia
Só mostrava o rabicho
QUANDO EU PEGAVA NO BICHO
A MULHER ESTREMECIA.

Numa moita me instalo
Pra desvendar o mistério
Sem contar com um critério
Fui abrindo com um talo.
Em pequeno intervalo
Algo ali se contraia
Com o talo eu insistia
Esperando um esguicho
QUANDO EU PEGAVA NO BICHO
A MULHER ESTREMECIA.

Esta é a minha saga
Pelas sendas florestais
Com plantas e animais
Que nunca mais se apaga.
Já reservei minha vaga
Pra voltar em outro dia
Pois a guia me dizia
Que repete, por capricho
QUANDO EU PEGAVA NO BICHO
A MULHER ESTREMECIA.

/aasf/
23/08/2011

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 266 vezesFale com o autor