Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
94 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59051 )

Cartas ( 21235)

Contos (13079)

Cordel (10287)

Crônicas (22189)

Discursos (3163)

Ensaios - (9406)

Erótico (13483)

Frases (46405)

Humor (19251)

Infantil (4424)

Infanto Juvenil (3679)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1336)

Poesias (138156)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5502)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->O VERSO QUER VADIAR! -- 16/08/2011 - 10:08 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131438348156621300

O VERSO QUER VADIAR!
Silva Filho


O poeta tem sua vida
Entrelaçada de versos
E nos momentos diversos
Estão juntos n’avenida.
Um bom poema convida
Ao prazer de espraiar
Novos caminhos trilhar
Mui distante do sossego
O POETA QUER CHAMEGO
E O VERSO QUER VADIAR.

Vadiar nalguma praia
Ou quem sabe, noutro canto
No frio se tem o manto
No calor se tem gandaia.
Não falta um rabo-de-saia
Pra compor um novo par
O verso não quer calar
E o vate não pede arrego
O POETA QUER CHAMEGO
E O VERSO QUER VADIAR.

Amigos de qualquer hora
Seguindo o mesmo caminho
Dormindo no mesmo ninho
Dividindo a mesma aurora.
Destino de mundo afora
Vão os dois sem hesitar
Não há do que reclamar
Nem sequer do desemprego
O POETA QUER CHAMEGO
E O VERSO QUER VADIAR.

Pra cumprir a sua sina
Assim vão os andarilhos
Cantando seus estribilhos
Como galo-de-campina.
Sua voz não desafina
E o estro não vai faltar
Por onde o verso passar
Terá o seu aconchego
O POETA QUER CHAMEGO
E O VERSO QUER VADIAR.

/aasf/
14/08/2011

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 515 vezesFale com o autor