Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
39 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59060 )

Cartas ( 21235)

Contos (13083)

Cordel (10287)

Crônicas (22190)

Discursos (3163)

Ensaios - (9412)

Erótico (13484)

Frases (46422)

Humor (19255)

Infantil (4425)

Infanto Juvenil (3685)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1336)

Poesias (138173)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5503)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->EFEITO SANFONA -- 13/08/2011 - 22:33 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131438347313547700

EFEITO SANFONA
Silva Filho.


Não há Bolsa no meu bolso
E muito menos dinheiro
O tal efeito sanfona
Também é mal financeiro
Alguém puxa para cima
Outro puxa pro lajeiro.

Como sou desinformado
E não sou acionista
Sou leigo, que não entende
A loucura financista
Quem tem ações perde muito
Mas o choro é do lojista.

O capital das empresas
(No formato de ações)
Está nas mãos de terceiros
Que investiram milhões
Estes são prejudicados
Com desvalorizações.

Neste caso o culpado
É o próprio investidor
Que temendo prejuízos
Fabrica o próprio agror
Vendendo por qualquer preço
O fruto do seu labor.

Nas empresas emitentes
Ouve-se cantar o galo
Mas o Capital formado
Não sofre qualquer abalo
Mesmo assim, por prevenção
Querem chorar no embalo.

O que existe, de fato
É só especulação
O grito de “quebradeira”
Tem a força dum vulcão
E o pobre investidor
Vende tudo por tostão.

É a vez do oportunista
Fazer um bom pé-de-meia
Pra ele não há problema
Se a coisa vai tão feia
Porque depois do tumulto
Sua conta está cheia.

Quebrar toda a Economia
É u’a grande orquestração
Com interesses ocultos
Dum tremendo charlatão
Que pretende ter o mundo
Dentro do seu alçapão.

 

Se os problemas do Planeta

Vêm das Bolsas de Valores

Vamos acabar com elas

E depois cantar louvores

Porque o mal sepultado

Não poderá causar dores.



/aasf/
13/08/2011
 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 272 vezesFale com o autor