Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
45 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59012 )

Cartas ( 21232)

Contos (13078)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9397)

Erótico (13483)

Frases (46347)

Humor (19241)

Infantil (4418)

Infanto Juvenil (3659)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138114)

Redação (3046)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1941)

Textos Religiosos/Sermões (5486)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->RIOS E AFLUENTES! -- 04/08/2011 - 10:03 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131438349050264700
RIOS E AFLUENTES!
Silva Filho


Todo poeta navega
Por rios e afluentes
Nessas águas remansadas
Que rimam com as correntes
Banhando muitas searas
Fecundam várias sementes.

Vem o dom e se hospeda
No Hotel do Coração
Na sua ficha registra
Somente “INSPIRAÇÃO”
Diz que vem de outro plano
Chamado “IMENSIDÃO”.

Veio para divulgar
UM PRODUTO DE BELEZA
Que não tem cheiro nem cor
Mas causa grande surpresa
Imergindo no poema
Logo se tem a leveza.

Não há guerra nem conflito
Que domine esse produto
Correndo por gravidade
Em um grande “poeduto”
Quem tem sensibilidade
Tem o melhor atributo.

O poema vem da alma
Na forma de alimento
Fortalecendo as vidas
Que precisam de alento
O poema faz massagem
Com especial ungüento.

/aasf/
04/08/2011


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 266 vezesFale com o autor