Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
244 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59012 )

Cartas ( 21232)

Contos (13078)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9397)

Erótico (13483)

Frases (46347)

Humor (19241)

Infantil (4418)

Infanto Juvenil (3659)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138114)

Redação (3046)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1941)

Textos Religiosos/Sermões (5486)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->EU NÃO VOU FICAR DE PROSA -- 31/07/2011 - 11:07 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131438347429260800
EU NÃO VOU FICAR DE PROSA
Silva Filho


Como exemplo de desgraça
Vem o Rio Tietê
Mas o governo não vê
Ou faz tudo por pirraça.
O povão está na praça
Onde há outros odores
Desconhecendo as dores
Duma corrente lodosa
EU NÃO VOU FICAR DE PROSA
SEM BATER NOS PREDADORES.

O Planeta, sem pulmão
Não consegue respirar
Então pra remediar
Vai fazendo inalação.
Que se forme um batalhão
Pra enfrentar os tratores
Que vão tirando as cores
Da Floresta mais formosa
EU NÃO VOU FICAR DE PROSA
SEM BATER NOS PREDADORES.

Mas é bom fazer justiça
Apontando quem é quem
Porque o povo também
Participa com preguiça.
Partindo dessa premissa
Nós chegamos aos fedores
Em ruas e corredores
Por omissão perigosa
EU NÃO VOU FICAR DE PROSA
SEM BATER NOS PREDADORES.

Toda ONG quer dinheiro
Pra fazer a vigilância
Mas no fundo, a ganância
Encaminha pro bueiro.
Falta Fiscal (um olheiro)
Pra conferir os rumores
E o MP com pendores
Contra a corja teimosa
EU NÃO VOU FICAR DE PROSA
SEM BATER NOS PREDADORES.

Não se tem o componente
Com nome de CONSCIÊNCIA
Pra combater a demência
De quem se faz conivente.
Que não se fique ausente
Diante de tantos horrores
Aplaudindo infratores
Numa ação vergonhosa
EU NÃO VOU FICAR DE PROSA
SEM BATER NOS PREDADORES.

/aasf/
31/07/2011
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 216 vezesFale com o autor