Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
190 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59040 )

Cartas ( 21234)

Contos (13080)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9402)

Erótico (13483)

Frases (46385)

Humor (19249)

Infantil (4423)

Infanto Juvenil (3673)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138140)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1944)

Textos Religiosos/Sermões (5495)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->PARA VER A COISA PRETA -- 25/07/2011 - 23:26 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131197870402145900


PARA VER A COISA PRETA
Silva Filho


Se a Bolsa sobe e desce
E a poupança não ajuda
Falam em crise aguda
Pra completar o estresse.
O dever você esquece
Bem trancado na gaveta
Um semblante de careta
Dá o tom dessa pressão
PREPARE O SEU CORAÇÃO
PARA VER A COISA PRETA.

No consumo muito alto
Inflação pega carona
O euro tem sua zona
E o dólar tem sobressalto.
Muita gente no asfalto
Tentando pegar u’a teta
Outros socados na greta
Bem perto da estação
PREPARE O SEU CORAÇÃO
PARA VER A COISA PRETA.

No mundo globalizado
Falta estabilidade
Quem despreza a verdade
É só mais um enguiçado.
Veja no supermercado
Com caderno e com caneta
O que tem na etiqueta
Do arroz e do feijão
PREPARE O SEU CORAÇÃO
PARA VER A COISA PRETA.

Se assim é nossa vida
Que se faça prevenção
Tomando como lição
Tudo que nos dá guarida.
Com muita gente sabida
Sabemos que tem mutreta
Cueca, meia, gaveta
Caminhos da perdição
PREPARE O SEU CORAÇÃO
PARA VER A COISA PRETA.

Todo homem que se preza
Quer conforto pra família
Sem discurso de Brasília
Sem saber o quanto pesa.
O casal à noite reza
E a mulher diz de veneta
“Se eu tiro a camiseta
Pra me jogar no colchão”
PREPARE O SEU CORAÇÃO
PARA VER A COISA PRETA.

/aasf/
25/07/2011


Comentários

José de Sousa Dantas  - 26/07/2011

Almir,
Quem nasceu e se criou no sertão, com veia poética, faz versos inspirados e rimados como esses que prendem a atenção do leitor.
Dantas.

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 286 vezesFale com o autor