Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
74 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57116 )
Cartas ( 21170)
Contos (12600)
Cordel (10093)
Crônicas (22214)
Discursos (3137)
Ensaios - (9018)
Erótico (13404)
Frases (43783)
Humor (18496)
Infantil (3794)
Infanto Juvenil (2721)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138319)
Redação (2927)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2402)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4898)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Frei Dimão ministra a penitência à jovem Nanda -- 07/07/2011 - 12:53 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Filha, se queres gozar
a suprema bem-aventurança
faz mister mais se achegar
pra ficar tudo na confiança

Teus pecados tão bem medidos
e não vejo pena suave
mas pros escolhidos
fique certa trago a chave

Encontrá-la é o importante
qualquer seja a penitência
quem é desta vida amante
pois da outra, tenha paciência

Cautela, porém exijo
e nada nada de pilhéria
pois pra chegar o regozijo
a provação há de ser séria

Se comigo trago a chave
tenho que fazer boa inspeção
em apalpadela bem suave
pra não baixar o freio de mão

O que lhe peço porém
é a sete chaves guardar
pois a doce vida do além
um belo dia hás de alcançar

Deixa de chegar à janela
ou de namorar em portão
uma dá n´alma erisipela
já a outra, só dá mijacão

E recuperada a cem por cento
a hora é de safra colher
melhor pra ti, um convento
onde é doce até o padecer

Em nome da santidade
preciso contudo checar
se ainda andas em virgindade
ou se nem carece testar

O teste é muito singelo
e me apraz bem o dizer
que com este dedo branquelo
tudo se há de esclarecer

O dedo indigitado
pode no entanto fraquejar
por isso será ajudado
por mais dois, que formam um par

E assim os três companheiros
partem juntos pra missão
buscando, sempre altaneiros
sinais de devassidão

E que sinais esses serão
é bem fácil deduzir
sinal de que o freio de mão
não andou a te seduzir
`
Por isso, vão perscrutar
em teu âmago mais profundo
se margem deste a pecar
com vaidades deste mundo

E se a busca em nada resulta
esses dedos pagar irão
uma bem pesada multa
e o freio de mão acionarão

Terrível esse recurso
mas não há outra solução
vem co´a pujança de um urso
o implacável freio de mão

Ele não ruge, mas baba
donde a alcunha babão
e se sua tarefa não acaba
ele cria u´a prorrogação

Aí com força é que vem
rompendo toda resistência
pois ele só tem um porém
que é ser curto de paciência

No mais, fácil se estica
e chega às profundezas
e não é por qualquer titica
que deixa de ver riquezas

Riqueza interior
é bem bom que se o diga
onde brota o vero amor
e se colhe melhor espiga

E também há de curar
se caíres enferma um dia
pois num simples ejacular
libera paz, saúde e energia



Mas se as costas ora dás

a essa boa recomendação

aí, zás, virá por trás

a maldição do frei de mão

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 299 vezesFale com o autor