Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
25 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57110 )
Cartas ( 21170)
Contos (12593)
Cordel (10092)
Crônicas (22212)
Discursos (3137)
Ensaios - (9017)
Erótico (13403)
Frases (43765)
Humor (18489)
Infantil (3792)
Infanto Juvenil (2720)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138317)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4891)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Cordel a dois (em construção) Nanda e Frei Dimão -- 20/06/2011 - 08:50 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos








Vou confessar-lhe, Frei Dimão,
E espero a absolvição:
Entreguei-me à tentação
Mas só namorei no portão.

É coisa até tolerada
o tal namoro de portão
no entanto estás condenada
se tocaste no freio de mão..

 

 

 

Se soubesse que a penitência

Ia ser tão braba assim

Dava fim à abstinência

E completaria o festim!

 

O rigor da penitência
é pra no pecado por fim
mas terias plena indulgência
se só pra mim fosse o festim

 
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 256 vezesFale com o autor