Usina de Letras
Usina de Letras
64 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59266 )

Cartas ( 21241)

Contos (13145)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9460)

Erótico (13486)

Frases (46705)

Humor (19310)

Infantil (4487)

Infanto Juvenil (3784)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138412)

Redação (3058)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5562)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->A CARA-METADE -- 17/02/2006 - 12:06 (benedito morais de carvalho(benê)) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
A mulher que amo,ainda procuro,

não sei onde a encontro,

continuo procurando.

Talvez eu queira um anjo,

daqueles que tem no céu,

ou somente uma menina,

inocentemente feliz.

Uma fada madrinha,

com varinha de condão,

uma rainha sem súditos,

uma puta regenerada,

que ame sem cobrar nada.

A mulher que procuro,é uma incógnita,

não sei se é anjo,fada,rainha ou puta,

talvez eu queira uma fada,

com o ar inocente de menina,

que me ame como puta,

respeite-me como santa,

e suporte-me como mãe.

Que seja vista como um anjo,

e tenha a imponëncia de uma rainha,

uma verdadeira estrela,

onde eu possa me sentir

rei,amante,filho,dono e súdito.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 49Exibido 658 vezesFale com o autor