Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
118 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57015 )
Cartas ( 21168)
Contos (12609)
Cordel (10074)
Crônicas (22188)
Discursos (3134)
Ensaios - (8996)
Erótico (13394)
Frases (43614)
Humor (18448)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2676)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138218)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4847)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Discursos-->O GRANDE MATADOR -- 23/05/2001 - 21:18 (JOÃO DE FREITAS) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Grande é pouco. Considerem-me o maior dos matadores. Muita gente bonita ganhou milhões para me levar entre os lábios e os dedos, e isso lhes custou pouco: era um pouco difícil no início, tornando-se fácil em alguns dias e necessário em pouco tempo, custando-lhes as vidas um pouco depois. Mas o mais hilariante é que os imbecis que as viam me usando esforçaram por fazer o mesmo gratuitamente, e conseguiram, perdendo muito sem ganhar nada.

Você se lembra da Gilda, ou melhor, da Rita Hayworth? Ela ela podia ter vivido mais e não ter ficado louca. Quantas ingênuas a imitaram lançando fumaça para cima! Mas parece que restam muito poucas para contar a história. Foram cedo para o além. E John Ford, Robert Mitchum, Elvis Presley, Humphrey Bogart e Marcello Mastroianni? São alguns de uma extensa lista, que eu levei. Graças a eles muitos outros já desceram aos infernos, e não ressurgiram dentre os mortos para advertir seus familiares.

Você conheceu Wayne MacLaren e David McLean? Estão sob a terra de Marlboro. Morreram jovens de Câncer de Pulmão, em 1992 e 1995 respectivamente. Causa mortis: maços e maços nas filmagens dos comerciais de cigarro. O seu deputado Luiz Eduardo Magalhães praticava muitos exercícios físicos para manter resistentes o coração e os pulmões. Mas eu fui mais eficiente: consegui enviá-lo cedo para o outro mundo. A lista seria extremamente grande se fosse mencionar todos os famosos aqui. Eu consegui, em poucos séculos, eliminar mais gente do que todas as guerras da história do planeta; sozinho consigo levar para a última morada mais do que todas as outras drogas reunidas em conjunto com a AIDS, os acidentes de automóveis e suicídios, além do fedor que espalho por todos os lados. Por isso é justo quando me chamam de “o maior assassino do planeta”, a “maior causa de morte” e outras coisas. Orgulho-me disso.
Tabaco de Souza Cruz.

Veja MAIS





Se você quiser receber um aviso cada vez que este autor publicar novo texto, basta clicar AQUI e enviar.

Não use esse link que aparece acima do texto e depois do link do currículo;
Porque esse serviço agora está funcionando só para assinantes.
Utilizando o meu, eu lhe enviarei pessoalmente o aviso
.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui