Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
214 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59127 )

Cartas ( 21236)

Contos (13112)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46510)

Humor (19279)

Infantil (4457)

Infanto Juvenil (3725)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138227)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5523)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->*A HORA DO PLANETA* -- 30/05/2009 - 18:22 (Sonia Nogueira - *sogueira*) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

*A Hora do Planeta* Nasci puro como uma criança Como sina de encanto e graça E servir para todas as raças De credo, língua, pobre, ricaço Faço deste vento meu abraço Da imensidão minhas taças Adotei todos os seres da terra Desde o canto sereia ao que berra Sejam animados, inanimados Há sempre um lugar pra sonhar Uma estrada pra quem caminhar Uma beleza a mira dos achados Dou-te á água inesgotável vida Que poluída geme entristecida Árvores fenecem sobre o solo Gritam pelo replantio rápido Os pulmões do tempo pálido Carregam poluíçõa a tiracolo O calor me sufoca em erosão Quero do consenso ventilação Vejo ozônio no ar se espalhado Na purificação da consciência Peço as forças ocultas clemência Cada coração compartilhando Sonia Nogueira *sogueira*

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui