Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
52 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59142 )

Cartas ( 21236)

Contos (13107)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9441)

Erótico (13481)

Frases (46535)

Humor (19286)

Infantil (4462)

Infanto Juvenil (3733)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138253)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5528)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->PRÉDIO DA ALFÂNDEGA - RIO GRANDE -- 12/10/2003 - 18:32 (Leinecy Pereira Dorneles) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Mandada construir pelo Imperador D.Pedro II, é um dos prédios mais importantes do Estado do Rio Grande do Sul, pelo seu valor histórico e sua imponência de linhas arquitetônicas.
O primeiro posto de arrecadação dos rendimentos reais localizou-se na cidade do Rio Grande. Este posto era chamado de provedoria e posteriormente através da carta régia foi abolida, e criada em seu lugar a Junta da Fazenda. Com o crescimento da Vila de São Pedro, exigia uma melhor fiscalização e arrecadação de tributos,ensejando assim a criação de uma Alfândega.
O primeiro edifício que serviu de Alfândega localizava-se à rua da Praia esquina da atual rua dos Andradas, onde hoje se acha o edifício Imperatriz.
( Continua-ParteII )
LEINECY PEREIRA DORNELES
Poetisa e Ativista Cultural do Rio Grande.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui