Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
42 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59135 )

Cartas ( 21236)

Contos (13102)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46519)

Humor (19281)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138236)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5525)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->ERRATA. Poema Político -- 16/11/2005 - 11:42 (Domingos Oliveira Medeiros) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

POEMA POLÍTICO (I)

(Por Domingos Oliveira Medeiros)



Reeleição, para quê?

Se não há mais nada a fazer?

Se não há união no Parlamento

e nem sequer um programa

que o próximo futuro reclama?



Se não haverá alterações de rumos,

de rotas, de vidas e de metas, enfim, de mudanças,

é sinal de que não há mais chances de esperanças.



E nem mais lugares para viajar ou sonhar.;

apesar do avião novo e do novíssimo presidente,

por culpa do povo, é bem verdade, escolhido,

que lhe outorgou o poder para que

em seu nome fosse exercido.



Tudo ficou - e ficará - como está.

Do mesmo jeito e no mesmo lugar.

A volta ao mundo foi dada

E no que deu tudo isso?

Em nada.



Para quê a reeleição?

Se já sabemos de tudo.; ou de quase tudo:

dos discursos de improviso.; dos dizeres do nada.;

das paixões escondidas.; das amizades perdidas

por denúncias descabidas..



Improvisos, choros e risos.

O fim do inusitado que desagrada ao menos prevenido.

O triste final das investigações anunciadas

As traições a quem nunca soube de nada, ou não sabia.

Ou, quando muito, foi o último a saber

O tudo que todo o mundo já previa.



Para que serve a reeleição? Para nada!

Posto que toda expectativa, no final, arquivada,

Repete, mais uma vez, a pizza

com sobremesa de marmelada.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui