Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
40 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59061 )

Cartas ( 21235)

Contos (13084)

Cordel (10287)

Crônicas (22192)

Discursos (3163)

Ensaios - (9412)

Erótico (13484)

Frases (46426)

Humor (19256)

Infantil (4428)

Infanto Juvenil (3686)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1336)

Poesias (138178)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5503)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->EM PÉTALAS -- 10/11/2005 - 22:38 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.



EM PÉTALAS

Silva Filho







Colho-te qual uma rosa

Que no leito meu corpo vem ornar

A essência do amor a exalar

Quero apertar, mas não devo

Posso te despetalar.

Não te quero fragmentos

Ou pequenos pigmentos.

Quero u’a flor por inteiro

Pétalas em harmonia

Afinada sinfonia.



Colho-te qual uma rosa

Sob a cor escarlate a vicejar

A fissura do amor a desvelar

Quero romper, mas não devo

Posso te fazer sangrar.

Não te quero filamentos

Vertendo gotas ao vento.

Quero u’a flor bem faceira

E eu desperto relento

Para poder te tragar.



Colho-te qual uma rosa

Com respingos de amor a merejar

Envolvida no pálio do luar

Quero sorver, mas não devo

Posso me embriagar.

Não te quero ópio forte

Que me atinja de morte.

Quero uma rosa rosada

De pele sempre suada

Aberta, querendo amar.



/aasf/





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 530 vezesFale com o autor