Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
85 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59138 )

Cartas ( 21236)

Contos (13105)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46521)

Humor (19282)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138241)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5526)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Soneto de Natal -- 13/12/2000 - 19:09 (Roberto Correa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. SONETO DE NATAL



Roberto Corrêa



Inspirado em Machado, quis lembrar,

Os Natais já passados e vividos.

Coloco em folha branca, sem sentidos,

Velhas palavras para versejar.



O barulho nos deixa aborrecidos,

Porque tem o condão de afugentar,

Todas as razões que existem p ra sonhar,

De lembrar os momentos mais queridos...



De ambiente mudei. A noite também,

Caiu. Tranquilizou-se o vai e vém

E brisa perfumada transpassou...



Amanheceu. Luz, paz, o bem querer,

O tempo de Natal faz reviver,

Nasceu o Nazareno e nos salvou.









Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui