Usina de Letras
Usina de Letras
24 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62480 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10471)
Erótico (13578)
Frases (50867)
Humor (20083)
Infantil (5501)
Infanto Juvenil (4822)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140912)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->O Salgueiro Mágico -- 13/12/2000 - 14:48 (Adriana de P.S Monteiro) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Ás tardes folgadas

Ás sombras do salgueiro

Eu costumava ler

As vezes, chorar por amores perdidos

Outras, por nota baixa



O salgueiro era lindo,

e suas folhas balançavam ao vento,

como notas musicais na corda

de um instrumento.



E eu dormia, e as páginas do livro

Eram desmarcadas

De repente, uma folhinha murcha

Caía na minha cabeça, e eu, quando

Acordava, ria



Como a vida parecia leve como

Uma pluma naquele salgueiro!

A imaginação não era estrangeira,

E joaninhas, formigas, passavam

Confiantes por ali!



Naquele salgueiro mágico, eu

Me desligava do mundo...

E o tempo, ora passava lento,

Ora passava rápido



Hoje, as árvores vem sendo mortas

( e não digo cortadas, pois elas são seres vivos) Mas não deixei a Morte,

com seu machado, matar o salgueiro



E isso,tem que ser transmitido a todos

Mas, há pessoas em que as palavras

Entram por um ouvido e saem por outro.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui