Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
28 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59040 )

Cartas ( 21234)

Contos (13081)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9402)

Erótico (13483)

Frases (46385)

Humor (19249)

Infantil (4423)

Infanto Juvenil (3673)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138140)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1944)

Textos Religiosos/Sermões (5495)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->CORDEL CENTENÁRIO -- 28/02/2009 - 09:09 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131151910468182500


CORDEL CENTENÁRIO
Silva Filho
(Reposição)


Contribuição de um aprendiz ao
Centenário do cordel brasileiro.
Abril/2001.


Como forma de expressão
Sem o requinte literário
O Cordel ganhou menção
Salve o Cordel Centenário!

Por este Brasil afora
Com os poetas perdulários
O Cordel ganhou memória
Salve o Cordel Centenário!

Cem anos de existência
Cem anos de mostruário
O Cordel ganhou essência
Salve o Cordel Centenário!

Abril de dois mil e um
Sesc Pompéia o cenário
Numa exposição incomum
Salve o Cordel Centenário!

Do Oiapoque ao Chuí
Dentro de qualquer armário
Um Cordel deve existir
Salve o Cordel Centenário!

E o poeta ambulante
Que já se tornou lendário
Diz em tom gratificante
Salve o Cordel Centenário!

Mulher bonita em prosa
Que me perdoe o vigário
É um tema que se entrosa
Com o Cordel Centenário!

Os namorados e amantes
Que nunca são sedentários
Gozam a vida pululantes
Com o Cordel Centenário!

Pra falar de maravilhas
Ou do pequeno salário
O Cordel tem suas trilhas
Salve o Cordel Centenário!

Se o assunto é amargura
Com um governo salafrário
O Cordel não se enclausura
Salve o Cordel Centenário!

Mas toda aquela festança
Que consta no calendário
Tem com o Cordel aliança
Salve o Cordel Centenário!

Toda alegria ou tristeza
Que quer alguém solidário
Tem no Cordel a pureza
Salve o Cordel Centenário!

Nas ruas não falta espaço
Para um Cordel solitário
Um simples papel almaço
Salve o Cordel Centenário!

Notícias chegam da França
Sobre o Cordel emissário
Numa forma de vingança
Salve o Cordel Centenário!

Meus Senhores e Senhoras
O Cordel está no páreo
Digam todos sem demora
Salve o Cordel Centenário!


/aasf/
Reposição ao banco de dados
Usina de Letras, 04/05/2001.










Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 604 vezesFale com o autor