Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
153 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58131 )
Cartas ( 21211)
Contos (12856)
Cordel (10239)
Crônicas (22079)
Discursos (3147)
Ensaios - (9225)
Erótico (13451)
Frases (45272)
Humor (18933)
Infantil (4151)
Infanto Juvenil (3229)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138693)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1057)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5247)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Sina de Vaqueiro -- 10/09/2005 - 22:33 (Jorge Ribeiro Sales) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Lá vai o vaqueiro levando a boiada

no curso da estrada ,estrada de chão...

estrada de chão sossega o pião



Lá vai o vaqueiro levando o passado,

levando o seu gado,buscando o futuro,

sua caminhada, na base do tudo,

do tudo ou do nada...



Tantas luas se passaram

tantos rios na paisagem ,

tanto mato , tantas vidas...

Quantas saudades sentidas!



E vai o vaqueiro seguindo os caminhos,

enfrentando os espinhos,

buscando razões ao seu caminhar,

sabendo na ida que tem de voltar.



Lá vem o vaqueiro voltando prá casa,

seu bem abraçar,

sua meninada ,seu amor ,sua fada,

buscar a boiada que tem de levar,

reunir a boiada prá recomeçar,

prá recomeçar , prá recomeçar...



Jorge Sales.

Obs:

este poema foi musicado pelo excelente melodista Rubenio Marcelo



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui