Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
82 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59040 )

Cartas ( 21234)

Contos (13081)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9402)

Erótico (13483)

Frases (46385)

Humor (19249)

Infantil (4423)

Infanto Juvenil (3673)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138140)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1944)

Textos Religiosos/Sermões (5495)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->OS DOIS VÍCIOS -- 22/01/2009 - 12:16 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131151909530603200



OS DOIS VÍCIOS
Silva Filho



Sobejamente se sabe
Que ninguém nasce perfeito
Cada um tem seu defeito
(Discussão que não me cabe).
Mesmo que o mundo desabe
Vou seguindo a teoria
Da minha vida vadia
Que não precisa de cargo
OS DOIS VÍCIOS QUE NÃO LARGO
SÃO MULHER E POESIA.


Nem que seja condenado
Por ser escravo do vício
Mas não tenho outro ofício
Que me deixe compensado.
O Poema é meu fado
A Mulher é companhia
Quando vem a noite fria
Na cama não há embargo
OS DOIS VÍCIOS QUE NÃO LARGO
SÃO MULHER E POESIA.


Quem quiser falar, que fale
Quem quiser notar, que note
Não é só pra fazer mote
Que se usa este vale.
O invejoso que se cale
Ao andar na freguesia
Se não tem sua “Maria”
Ou se tem um verso amargo
OS DOIS VÍCIOS QUE NÃO LARGO
SÃO MULHER E POESIA.

/aasf/
MOTE E GLOSA: Silva Filho


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 547 vezesFale com o autor