Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
33 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59040 )

Cartas ( 21234)

Contos (13081)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9402)

Erótico (13483)

Frases (46385)

Humor (19249)

Infantil (4423)

Infanto Juvenil (3673)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138140)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1944)

Textos Religiosos/Sermões (5495)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->PRA NÃO APAGAR A CHAMA -- 19/01/2009 - 10:52 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131151909474482000


PRA NÃO APAGAR A CHAMA
Silva Filho



Se você é usineiro,
Trovador ou maquinista
Não pode perder de vista
O dever do timoneiro.
Companheiro ou parceiro
Sem renome ou sem fama
Sem quilate ou sem grama
Bastando ser MENESTREL
PONHA LENHA NO CORDEL
PRA NÃO APAGAR A CHAMA.


O cordel é linimento
Que faz bem à nossa alma
Quem quiser faça ressalva
Mas eu fiz o juramento.
Do verso faço sustento
E arma pra qualquer drama
Não me permito na cama
Sem cumprir o meu papel
PONHA LENHA NO CORDEL
PRA NÃO APAGAR A CHAMA.


Pelas sendas escabrosas
Eu caminho com o verso
E com meu estro converso
Sobre rimas valorosas.
Sentindo o cheiro de rosas
Minha verve se inflama
E em voz alta proclama
Que o verso não tem cartel
PONHA LENHA NO CORDEL
PRA NÃO APAGAR A CHAMA.

/aasf/
MOTE E GLOSA: Silva Filho


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 510 vezesFale com o autor