Usina de Letras
Usina de Letras
24 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61956 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10258)

Erótico (13560)

Frases (50363)

Humor (19994)

Infantil (5388)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140713)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->batalha -- 06/02/2000 - 14:15 (Alessandra Miura de Oliveira) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Estou em profunda depressao.

Tenho um cancaso que nao acaba mais.

Minhas pernas estao cansadas de tanto caminhar.

Minhas maos estao pesadas de tanto bater,

E as lastimas que tenho nao me dao nenhum prazer.

Meus bracos estao duros de tanto tentar lutar.

MEu coracao bate forte pra mim poder me vingar.

Tudo parece estar tao perdido.Nao tenho nem comido

Esotou com sede e fome.Meus olhos so veem escuridao, e no meu caminho so tenho solidao.

Meu corpo nem se move mais de tao cansada que estou. De tanto sofrimento. Minha costa arrebentada de tanto me baterem. Tantas chicotadas levadas nessa batalha.

Mas nao me entrego sem lutar.

Nao me entrego sem tentar.

Raios e trovoes venham me atentar.

Monstros e espiritos mortos venham me cacar,

Pq voces nem nada conseguem me assustar.

Que venham me matar po vou voltar e vou resussitar,

E como um dragao, um vulcao de fogo ei de soltar.

Nao me entrego assim.

Possa estar praticamente morta,

Mas sempre vou lutar.

Nem que tenha que perder,

Nem que tenha que sofrer,

Mesmo assim ainda tenho meu querer.

Minha coragem e meu escudo e minha determinacao, minha espada.

E com isso sei que ainda posso alcancar, e

Sempre vou batalhar nem que jamais va ganhar

Um trofeu que me fassa brilhar,

Pois meu brilho esta em meus olhos, em minha conciencia.

E o ouro que tenho e meu coracao que sempre foi tao forte.

Minhas unhas arranhando paredes.

Meus pes, nem os sinto mais.

E mesmo assim vou chegar la.

E mesmo assim, um dia sei que vou poder me vingar.

E vou vencer essa batalha.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui