Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
201 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59060 )

Cartas ( 21235)

Contos (13083)

Cordel (10287)

Crônicas (22190)

Discursos (3163)

Ensaios - (9412)

Erótico (13484)

Frases (46422)

Humor (19255)

Infantil (4425)

Infanto Juvenil (3684)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1336)

Poesias (138173)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5503)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->VERGONHA UNIVERSAL -- 14/11/2008 - 10:46 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131151908819900800
VERGONHA UNIVERSAL
Silva Filho



São bilhões pra formar os arsenais
Outras somas para vãs experiências
Desperdícios há no Túnel da Ciência
Pra provar que somos irracionais.
Não bastasse a extinção dos animais
Os humanos também perdem sua vida
Com a FOME vergonhosa esquecida
Que sequer tem a censura da Imprensa
NÃO PODEMOS VIVER COM INDIFERENÇA
SE MILHÕES MORREM POR FALTA DE COMIDA.

Povos ricos não conhecem a miséria
Nunca viram escassez de alimentos
Seus projetos são focados em eventos
Que resultam em ação mais deletéria.
O assunto toma forma de pilhéria
E a ONU não faz frente na corrida
Para ter essa desgraça combatida
Revertendo esse clima de descrença
NÃO PODEMOS VIVER COM INDIFERENÇA
SE MILHÕES MORREM POR FALTA DE COMIDA.

Já são tantas “Etiópias” no Planeta
Com algumas na América Central
Se o G7 não combate o grave MAL
Esse mundo se transforma em roleta.
É real um estopim com espoleta
Suscetível de causar grande ferida
Se os ricos não mostrarem a saída
Que coloque suprimentos na despensa
NÃO PODEMOS VIVER COM INDIFERENÇA
SE MILHÕES MORREM POR FALTA DE COMIDA.

É um tema que não pode ficar morto
Se a morte vem a ser o seu produto
Vamos todos demonstrar o nosso luto
Até quando se vislumbre algum porto.
Que ninguém se isole - absorto
Pois a tese será sempre perseguida
Se clamarmos por uma séria medida
Talvez surjam resultados sem detença
NÃO PODEMOS VIVER COM INDIFERENÇA
SE MILHÕES MORREM POR FALTA DE COMIDA.

/aasf/
MOTE E GLOSA: Silva Filho


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 578 vezesFale com o autor