Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
23 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57550 )
Cartas ( 21185)
Contos (12638)
Cordel (10186)
Crônicas (22292)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44327)
Humor (18630)
Infantil (3915)
Infanto Juvenil (2862)
Letras de Música (5480)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138276)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4994)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Vaidade -- 27/06/2005 - 11:38 (Lorde Kalidus) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Não haverá arrependimento ou rendição

até que a última lagrima caia

O Cordeiro prossegue, recebido com vaias

daqueles cujos egos são objeto de adoração



Como diz o pregador, tudo é vaidade

e o orgulho é a pior de todas as vendas

cegando mais do que as noites mais densas

pois enxerga apenas a própria verdade



Chegará o dia em que o mais sábio

verá cair por terra toda teoria

e o revolucionário assistirá morrer seu ideal



Estes, então, serão de vez apartados

para, junto do príncipe e senhor deste mundo

que faz do coração humano perfeito canal.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 293 vezesFale com o autor