Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
107 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59051 )

Cartas ( 21235)

Contos (13079)

Cordel (10287)

Crônicas (22189)

Discursos (3163)

Ensaios - (9406)

Erótico (13483)

Frases (46405)

Humor (19251)

Infantil (4424)

Infanto Juvenil (3679)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1336)

Poesias (138156)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5502)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->RESQUÍCIOS DE SOLIDÃO -- 30/05/2005 - 09:14 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

RESQUÍCIOS DE SOLIDÃO

Silva Filho





Acenos passam nos ares

Alguns vêm e outros vão

Em rotas semi-encobertas

Pela mão e contramão

Mesmo com tantos alertas

Dalguns versos de plantão.



Nessas rotas paralelas

Quase tocamos as mãos

Mas passamos distraídos

Por um teimoso senão

E assim vamos colhendo

Resquícios de solidão.



Nossas linhas descruzadas

Afastam nossos vagões

Mesmo com cartas marcadas

Indicando as estações

Em horas desencontradas

Somente desilusões.



Mas prosseguimos avante

Encolhendo a distância

Quem já adentrou na festa

Pode esperar outra dança

Como a verve que não cessa

O amor nunca descansa.



/aasf/





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 441 vezesFale com o autor