Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
34 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57762 )
Cartas ( 21192)
Contos (12699)
Cordel (10207)
Crônicas (22326)
Discursos (3143)
Ensaios - (9127)
Erótico (13426)
Frases (44560)
Humor (18707)
Infantil (3973)
Infanto Juvenil (2911)
Letras de Música (5481)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138413)
Redação (2955)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1930)
Textos Religiosos/Sermões (5040)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->AS ROSAS FALAM -- 17/05/2005 - 16:23 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
AS ROSAS FALAM

José de Sousa Dantas, em 17/05/2005



Uma ROSA é sinônimo de AMOR,

de ternura, de paz e harmonia,

de encanto, de luz e esplendor,

de beleza, virtude e alegria.;



de doçura, perfume e simpatia,

de pureza, de essência e de valor,

de segredo, elegância, POESIA,

de esperança, de vida e de vigor.



Um presente que a santa NATUREZA

gera, ensina, abrilhanta e oferece,

revigora, sustenta com firmeza.



Constitui na verdade grande messe,

abundante, poética e com certeza

nos inspira, fascina e favorece.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 68Exibido 971 vezesFale com o autor