Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
262 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57924 )
Cartas ( 21204)
Contos (12783)
Cordel (10233)
Crônicas (22048)
Discursos (3145)
Ensaios - (9188)
Erótico (13447)
Frases (45006)
Humor (18866)
Infantil (4083)
Infanto Juvenil (3105)
Letras de Música (5496)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138507)
Redação (2982)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2415)
Textos Jurídicos (1932)
Textos Religiosos/Sermões (5174)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->ARDENTE PELEJA -- 16/03/2005 - 11:52 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
ARDENTE PELEJA

Levi do Tibiri, em 15/03/2005



Eu queria te ouvir,

Esse grito tão intenso,

É difícil admitir,

Mas omito o que eu penso.



Pensava que te fazia feliz,

No fundo eu te sufocava,

Minha PELEJA era tão grande, .....

Que nunca mais te desejava,

Queria que nunca soubesse

O que de você esperava.



Lá dentro da madrugada,

Dores de frio passei,

Que noites amarguradas !

Junto de ti supliquei,

Não sei quem foi tão malvada,

Madrugada ou minha amada.



E na ânsia de te querer,

meu corpo só te deseja,

vou para mesa de um bar,

começo a tomar cerveja,

aí que me atiça mais

pra insistir na PELEJA.



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui