Usina de Letras
Usina de Letras
19 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61953 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10258)

Erótico (13560)

Frases (50357)

Humor (19993)

Infantil (5388)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140710)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Imprevisto -- 10/03/2005 - 16:50 (ANGELA CEGINARA MELO AITA) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Tão belo é o entardecer

Quanto contemplar o luar

Sentir o vento no rosto

Ser tocada por um gosto

Ou espreguiçar ao despertar

Mas o amor bagunça isto

Torna incompleta a dor

O sorriso, o perfeito equilíbrio

Devora meus sentidos

Consome meu tempo, meu pensamento

E me faz encontrar outra face de mim

Em desarmonia comigo

Entretanto só este sentimento explica

Os olhos lacrimejantes

O descompasso no peito

O pulsar de meus desejos

Como se razão, respiração e intenção

Fossem só uma

Você!

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui