Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
30 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59040 )

Cartas ( 21234)

Contos (13081)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9402)

Erótico (13483)

Frases (46385)

Humor (19249)

Infantil (4423)

Infanto Juvenil (3673)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138140)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1944)

Textos Religiosos/Sermões (5495)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->CÁLICE PROFANO -- 08/03/2005 - 09:33 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131151911611797300




CÁLICE PROFANO

autoria: Silva Filho



Seda-me com o teu ópio...

Beber-te-ei no cálice profano.



Eis que o destino

Como um ágil felino

Mutila os meus planos.



Seda-me sem partituras

Sem concertos

De violino.

Seda-me por inteiro

Enquanto preso

No teu escrínio.



Seda-me nas salinas

Nos penhascos

Com a chuva fina.



Seda-me com poemas

Se assim quiseres

Esta é a senha



Duas bocas sedentas

Buscando paz

N’alguma penha.



aasf.













Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 464 vezesFale com o autor