Usina de Letras
Usina de Letras
64 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62140 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10334)

Erótico (13566)

Frases (50548)

Humor (20019)

Infantil (5415)

Infanto Juvenil (4749)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140778)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->DE VOLTA À IDENTIDADE -- 31/01/2000 - (antonio temoteo dos anjos sobrinho) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
DE VOLTA À IDENTIDADE








“depois, num crescendo de cólera e de angústia, se referiu à mácula que para sempre lhe sombrearia o nome”. Euclides da Cunha, Os Sertões, p. 347.











Concubina... feroz... foi-se ela embora


da casa em que forçando a barra entrou.


Bem certo, ela saiu de porta afora


forçando a barra como aqui chegou.





Que grande alívio essa mulher sem hora,


sem pejo ou siso nos proporcionou,


quando aos estorvos, bruta, essa caipora


ao seu passado incasto retornou.





E lá entre os pares, na promiscuidade,


nos leitos em que tudo se consente,


na permissiva, rubra cavidade...





receba dutos grossos, sêmem quente...


retorne a antiga e vera identidade


que lhe deu nota e fama condizente.


Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui