Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
50 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59013 )

Cartas ( 21233)

Contos (13072)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9398)

Erótico (13482)

Frases (46351)

Humor (19239)

Infantil (4419)

Infanto Juvenil (3662)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138121)

Redação (3046)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1943)

Textos Religiosos/Sermões (5487)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->CASA DE SOGRA -- 07/05/2007 - 07:10 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131151910557375400

CASA DE SOGRA
Silva Filho



Sem pretender ofender
Muitas sogras carinhosas
Sejam jovens ou idosas
Com o seu jeito de ser.
Mas é bom compreender
Que sogra é condenada
Sem defesa aprestada
Sem prova, foro, nem hora
Com sogra somente mora
Quem não tem outra morada.


Quem casa, quer uma casa
(Eis a vetusta sentença)
Que previne desavença
E bom convívio embasa.
Se alguém brinca com brasa
Com a sogra bem colada
Vive na encruzilhada
Onde a confusão aflora
Com sogra somente mora
Quem não tem outra morada.


Há quem tenha cinco sogras
E com todas se dê bem
Sempre assim num vai-e-vem
Mas seu plano não malogra.
Simpatia que se logra
Desde que não dê mancada
Porque na hora marcada
Se não chegar, dorme fora
Com sogra somente mora
Quem não tem outra morada.


/aasf/
MOTE E GLOSA: Silva Filho





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 2795 vezesFale com o autor