Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
228 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59012 )

Cartas ( 21232)

Contos (13078)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9397)

Erótico (13483)

Frases (46347)

Humor (19241)

Infantil (4418)

Infanto Juvenil (3659)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138114)

Redação (3046)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1941)

Textos Religiosos/Sermões (5486)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->PAU QUE NASCE TORTO -- 05/05/2007 - 08:14 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131197870457711300

PAU QUE NASCE TORTO
Silva Filho


Se existe algum vate
Que de pau queira falar
Pois que venha explicar
E fazer um arremate.
Tal e qual um xeque-mate
No tocante ao conceito
Pois algum homem perfeito
Com certeza nasceu morto
Todo pau que nasce torto
Morre torto, não tem jeito.


Sem qualquer ambigüidade
Pode descascar o pau
Um exemplo... o escambau
Pra moldar toda a verdade.
Sem deixar dubiedade
Muito menos preconceito
Pois merece o respeito
E não causa desconforto
Todo pau que nasce torto
Morre torto, não tem jeito.


Há o homem carga-torta
E também o homem-mala
Alguém em traje de gala
Brechando por trás da porta.
Se a mulher não lhe suporta
Lá no bar lava seu peito
Com cerveja faz bem feito
O desenho do seu porto
Todo pau que nasce torto
Morre torto, não tem jeito.


Já falaram na medida
Da mulher que é safada
Nada tendo de prendada
Não passa de exibida.
Mas justiça tem guarida
Se tirarmos o despeito
Pra mostrar que o defeito
No homem não tem aborto
Todo pau que nasce torto
Morre torto, não tem jeito.


/aasf/
MOTE E GLOSA: Silva Filho




Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 856 vezesFale com o autor