Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
128 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57014 )
Cartas ( 21168)
Contos (12609)
Cordel (10074)
Crônicas (22188)
Discursos (3134)
Ensaios - (8996)
Erótico (13394)
Frases (43614)
Humor (18448)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2676)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138218)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4847)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



OLYMPIA SALETE RODRIGUES - 2 (visite a página ROSAPIA)
Patrocine esse autor
Site:
Perfil:
Currículo

(MODIFICADO EM 13-03-2004)

BIOGRAFIA RESUMIDA (para uma revista americana – a pedidos) - Nasci em março/1938, interior do BRASIL. Aprendi a ler sozinha aos 6 anos. Aos 9 fazia versos. Aos 13, amei e sofri. Aos 18 me entreguei definitivamente ao amor e aos 19 me diplomei. Hoje - 66 anos – sei apenas poetar e amar. E nem penso em me aposentar!

IDADE
Se contarmos a idade em vida
- com suas alegrias e tormentos –
ao invés de contar em anos,
com certeza absoluta
eu já passei dos duzentos...



Difícil escrever um currículo... Não sei bem se tenho um, ao menos um digno desse nome... Quando alguém me pergunta, eu digo que "tenho diploma de primeira comunhão e não exerço". Faculdade mesmo, só freqüentei a da vida e ainda não consegui me diplomar. Meu bisavô materno dizia que mulher só tem que ir pra escola até aprender a ler receita e não errar no troco. Apesar disso, aprendi a ler com minha avó, não como professora, mas ela lia pra mim e eu, prestando muita atenção e acompanhando o texto, acabei aprendendo sozinha. Foi um susto! Depois fui para a escola, só não tive aquela do bê-a-bá, mas acabei com um papel na mão que provava que eu tinha terminado o antigo ginásio. Iniciei o então chamado Curso Normal, mas não terminei. Bem, não parei por aí. Em termos de autodidatismo, estudei aplicadamente tudo que me interessava, sempre pendendo mais para a língua e para o humanismo, as mazelas e grandezas desta nossa espécie. Quase tudo que era interessante na vida eu comecei a exercitar bem cedo: escrever, trabalhar e amar. De escrever, nunca parei, a não ser quando a vida me prega peças e eu entro em recesso, mas não me aposentei ainda. De trabalhar, a saúde (ou a falta dela) me obrigou a me aposentar. Do amor espero só me aposentar ao morrer, por mais que leve pauladas, não desisto, não tomo vergonha na cara... Além do trabalho destinado à sobrevivência (e do qual gostava muito), trabalhei sempre como voluntária em causas sociais. Minha vocação final se realizou quando fiz o trabalho mais importante de minha vida: com animais carentes. Nele apostei todo o amor que cultivei e armazenei vida afora, e essa foi minha maior glória. Nasci em Marília-SP e aqui estou plantada ainda. Tenho 66 anos cronológicos (costumo dizer que tenho 200 - de vivência). Tenho apenas um livrinho de poemas publicado oficialmente, ainda assim financiado por minha mãe que dizia não querer morrer sem ver meu nome impresso. Mas rejeito essa "obra-prima" publicada aos 15 anos. Muito depois, lancei artesanalmente alguns trabalhos: "O Antigo Amor de Hoje" (poesias), "Meus Bichos - Histórias de vida" (prosa, que as crianças adotaram), "Nem Tudo é Nada" (romance), e ainda duas pesquisas culturais nas áreas de Dança, Artes Plásticas e Música, financiadas pela Secretaria de Estado da Cultura. Acabo de ter dois de meus poemas premiados no Concurso Eros de Poesia Erótica, do Site PD/Literatura. Ganhei alguns prêmios no correr da vida, mas não saberia enumerá-los, pois nem me lembro mais. Tenho uma linda filha de 24 anos. Tenho poucos, mas fiéis amigos. Tive um número imenso de gatos, cachorros, tartarugas... Hoje tenho um cão, meu companheiro Arthur. E, como todos podem ver na "Usina de Letras" (que eu chamo de "Site Porta Aberta"), continuo escrevendo e amando. E é só. Acho que este é meu primeiro currículo. Ainda bem que aqui eu tenho toda a liberdade... Desculpem a frustração...

PS: Um amigo querido leu meu Currículo e me lembrou que não citei duas publicações. Eu não ligo mesmo pra isso, esqueci... Mas como ele acha que devo citar, aí vão, são duas traduções do francês, na área de Psicologia, ambas de Anne-Marie Rocheblave-Spenlé: "O Adolescente e seu Mundo" e "Psicologia do Conflito", Publicações da Livraria Duas Cidades-SP, 1973 e 1974.

Alguns Poemas publicados na “Antologia Eros”, do PD Literatura – Resultado de Concurso.
Alguns Poemas publicados na “Seleção de Poetas Notívagos 2001” – Site da Magriça – Resultado de Concurso.



Livros Publicados:

Obras Publicadas
 
 
Patrocine esse autor
 
Fale com o autor