Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
90 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55244 )
Cartas ( 21066)
Contos (12162)
Cordel (9594)
Crônicas (21296)
Discursos (3111)
Ensaios - (9915)
Erótico (13140)
Frases (40138)
Humor (17566)
Infantil (3567)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135872)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->A QUEDA PARA O ALTO -- 16/05/2004 - 21:00 (Sidnei Olivio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
a queda para o alto


não podia mais suportar sua insistência esquizofrênica, a querência hiperbólica sempre vitimada pela ausência que supunha. aquela solidão anunciada previamente, pedra no limbo, encruzilhadas, resto de destino num caminho adjacente. não podia mais conviver com sua insegurança de ave na primeira arremetida ao vôo, fênix não-renascido, ícaro acrofóbico. só não poderia supor que ela sobreviveria enfim ao salto, à queda do alto na declarada incompatibilidade, brotando alva dos restos plúmbeos das palavras de fogo, queimando o pleonasmo da falta. só não poderia prever que seria eu hoje o falto, a vítima inconteste do auto-assalto do seu tato, pele que, carente da saliva hidratante, não suportou a secura e se misturou quimicamente ao asfalto...

sidnei olivio
Comentários

mirko  -

Parabéns!

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui