Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
96 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55452 )
Cartas ( 21079)
Contos (12179)
Cordel (9615)
Crônicas (21381)
Discursos (3114)
Ensaios - (9921)
Erótico (13151)
Frases (40392)
Humor (17575)
Infantil (3578)
Infanto Juvenil (2316)
Letras de Música (5425)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136062)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1040)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1909)
Textos Religiosos/Sermões (4248)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias -->Para Sempre -- 05/11/2003 - 01:23 (Clarissa Borba Batista Macedo de Azevedo) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Eu quero dormir ao teu lado
E acordar vendo o teu rosto,
Te saber meu namorado
Sentir da tua boca o gosto.

Quero saber nos teus olhos
O que sei quando eu os vejo
O amor que salta aos poros
Todo em forma de lampejo.

Quero dar as mãos às tuas
E poder jamais soltá-las
Vê-las quão unidas, nuas
De tudo que possa separá-las.

Quero saber ser a sua
Sua, em tudo, sou que sei,
Sermos nós o sol e a lua
Já que és meu astro rei.

Vês, quero simples momentos
Coisas poucas que são grandes
E ao lado teu, lindos alentos
Para todos meus instantes.

Quero enfim o para sempre
E para sempre contigo
O infinito inerte no ventre
Do tempo que o fim é castigo.

Para sempre.
Sempre nós.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui