Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
91 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54856 )
Cartas ( 21056)
Contos (12110)
Cordel (9512)
Crônicas (21088)
Discursos (3105)
Ensaios - (9906)
Erótico (13127)
Frases (39810)
Humor (17550)
Infantil (3558)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5411)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135538)
Redação (2869)
Roteiro de Filme ou Novela (1034)
Teses / Monologos (2372)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4175)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias -->De Tantas Maneiras -- 27/08/2003 - 22:34 (Clarissa Borba Batista Macedo de Azevedo) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Te amo, sem jeito,
Sem despeito,
No peito.
Você é o eleito.

Te amo a cada dia mais
Do que pensava não ser capaz
É incrível o que o amor faz
Nesta minha´alma tua, rapaz.

Te amo, para sempre, já
No infinito, aonde quer que vá,
Por tudo o que houve e o que virá
Meu pulso existe onde você está.

Te amo, tão simplesmente,
Tão, tudo, desesperadamente,
Já é confusão displicente,
Que me faz rodopiar a mente.

Te amo, meu amor da vida,
Caminho, luz, saída,
Guia, força e partida,
Cuja falta me faz perdida.

Te amo, de tantas maneiras,
Pelas seriedades e besteiras,
Certezas, conversas e asneiras,
Por nossos beijos e brincadeiras.

Te amo, te amo além.
Te amo, também,
Te amo, meu bem.
Te amo, como ninguém.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui