Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
58 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56823 )
Cartas ( 21161)
Contos (12583)
Cordel (10010)
Crônicas (22151)
Discursos (3132)
Ensaios - (8952)
Erótico (13387)
Frases (43337)
Humor (18382)
Infantil (3751)
Infanto Juvenil (2630)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138021)
Redação (2918)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2394)
Textos Jurídicos (1923)
Textos Religiosos/Sermões (4764)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->AtOalidades -- 04/01/2019 - 05:43 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Se a coisa anda telefônica - à antiga - aqui na Terra, quem olha pro Céu não erra: reina ainda esperança de uma descoberta que vá revolucionar tudo, e finalmente estabelecer a concórdia entre o Criador e Darwin. E não duvidem, Jesus e o Messias já deram sinais robustos de sua volta, mesmo que vocês emBICquem em podar as goiabeiras...



A China que vai dominando tudo no domínio da economia e do comércio, e parece até propensa a romper sua milenar grande muralha - a Mongólia e a Rússia que se cuidem - entrou decidida e vitoriosa na corrida espacial. Sua mais recente proeza foi fazer pousar uma sonda na face oculta da Lua. A visível, sempre vista daqui, já é por demais manjada e disputada. E fica aqui a dica para o nosso novo Ministro da Ciência e Tecnologia, o astronauta Pontes: para inovar, tem-se que impactar e nesse mister sabemos que ele é sem par. Ou você já ouviu falar de um segundo astronauta brasileiro?



E muito mais além, bem pra lá de Plutão, o rebaixado planetinha, uma sonda americana passa até dos confins imagináveis do universo, coisa de umas quatro bilhões de milhas do Sol para encontrar um corpo gelado, de duas pelotas que se acoplaram, semelhantemente a um boneco de neve, possivelmente para enfrentarem melhor o frião e o breu inimagináveis... Espetacular, e cada vez mais humanizado esse mundo que Deus criou e em que Darwin, mera criatura, não creu, nem descriou...



E a religião - a nossa sempre - ganha um boost tremendo nesses tempos de revival, a ponto de que já nem o Malta trace a pauta, ou faça falta... Deus foi restabelecido e invocado acima de nós todos, sobretudo no que concerne ao Brasil e ao seu aliado mais carnal aquinaterracomonocéu:

os Estados Zunidos da América. O Papa - e olhe que são dois, Francisco e Bento - já não tem aquela supremacia de outrora. Os clamores dos Pastores se lhes tornam superiores.



E a posse presidencial no Brasil sinalizando um profundo divisor de águas refletiu bem esse quadro. O país reintroduz-se no cenário mundial varrendo o comunismo lulo-petista e se propõe à intensificação do diálogo com os mais mais. Nada do atraso cubano-bolivariano é tolerado, com aparente exceção para a Bolívia de Evo Morales, que se comportou como um indiostadista.



O item contencioso da anunciada pauta política externa, de mudança da Embaixada do Brasil em Israel, de Tel-Avive para Jerusalém, foi objeto de discussão no mais alto nível entre os dois países e avançou para o estádio de "quando?". As famosas casas de apostas britânicas, que aceitam quaisquer tipos de apostas, já hão de estar operando nessa complexa equação. Mas para quem não faturou a megassena da virada, pode estar uma nova chance espetacular. E seja feita a Vossa Vontade.



O cenário esportivo, com o recesso de fim e começo de ano, anda morno sem registros de destaque no Brasil, a não ser no domínio das transferências de atletas do futebol, sem nada impactante até agora. Mas lá fora, os campeonatos europeus pegam fogo. A Juve, de CR7 agora, permanece absoluta na liderança do italiano, com ele na artilharia; no inglês o Manchester City levou sucessivos tropeções e foi superado pelo Liverpool; o Barça de Messi e de saudades de Neymar lidera na Estranha, como de hábito e, no campeonato albanês, não sei onde anda o Flamurtari...



Está esgotando a tinta de minha BIC. O que não deixa de trazer um pouco de alívio, afinal a paciência do leitor tem seus limites também e a boa notícia é de esta pelo menos não tem mais chance de vazamento significativo. Passamos à linguagem em LIBRAS?
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 22 vezesFale com o autor