Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
81 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55454 )
Cartas ( 21079)
Contos (12179)
Cordel (9615)
Crônicas (21382)
Discursos (3114)
Ensaios - (9921)
Erótico (13151)
Frases (40393)
Humor (17575)
Infantil (3578)
Infanto Juvenil (2316)
Letras de Música (5425)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136063)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1040)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1909)
Textos Religiosos/Sermões (4248)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->TROVAS -- 29/02/2016 - 17:22 (Armando A. C. Garcia) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
TROVAS


Não lamento a minha sorte
Se por mim foi escolhida
Nem digo adeus à morte
Quando chegar a partida
-------------------------------
Pus-me a pensar sobre a vida.
Olvidei-me de viver
Com a mente distraída
A vida passou sem ver
---------------------------------
O que será que me leva
A tanto te amar assim,
Que minha alma carrega
O fardo desse estopim
-------------------------------
A idéia dos idiotas
Vem nas asas das gaivotas
A idéia dos poetas
Vem na cauda dos cometas
--------------------------------
Se fui louco em te amar
Fui feliz nessa loucura;
Mas o mais louco... é calar
O amor a essa loucura
--------------------------------
O que a natureza apronta
A cada quatro anos invade,
Hoje, um dia a mais da conta
Que não conta na idade

Porangaba, 29/02/2016 (data da criação)
Armando A. C. Garcia

Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com

Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 12Exibido 187 vezesFale com o autor