Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
84 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55065 )
Cartas ( 21063)
Contos (12134)
Cordel (9570)
Crônicas (21231)
Discursos (3108)
Ensaios - (9913)
Erótico (13137)
Frases (39994)
Humor (17551)
Infantil (3565)
Infanto Juvenil (2309)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135739)
Redação (2875)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4207)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias -->Tão -- 09/05/2003 - 13:56 (Clarissa Borba Batista Macedo de Azevedo) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Será que você não percebe?
Que assim me faz mal?
Será que não vê
Que tem de parar de ser gentil?

Que tem de parar de ser tão atencioso,
de concordar comigo,
de rir das minhas piadas,
de sorrir quando eu falo,

De querer saber o que eu penso,
de ser educado,
de ser engraçado e simpático,
de ser empenhado no que faz?

Por que ao seu lado
eu posso ser eu mesma
e, ainda assim,
ver que você gosta?

Por que tenho de me sentir tão bem com você?

Você tem que parar
de ser assim, tão bom,
tão ideal,
tão apaixonante.

Porque assim fica tão difícil
aceitar a idéia
de que podemos ser
só, somente, amigos.

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui