Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
68 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56433 )
Cartas ( 21156)
Contos (12575)
Cordel (9966)
Crônicas (22082)
Discursos (3130)
Ensaios - (8873)
Erótico (13329)
Frases (42870)
Humor (18226)
Infantil (3702)
Infanto Juvenil (2514)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137728)
Redação (2906)
Roteiro de Filme ou Novela (1051)
Teses / Monologos (2385)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4611)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Colcha de retalhos -- 08/10/2013 - 09:52 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Cascatinha e Inhana entravam nos ouvidos e não caíam



no olvido. Do vinil de 45 rotações para os



altos-falantes das barraquinhas de parques de



diversões, suas vozes penetravam os corações.



Inundavam, e num dava outra. Aquela roceira dupla,



muito antes de nascer o nosso roqueiro Supla, era das



mais requisitadas.



E simbolizavam a união harmoniosa, além das vozes.



Tivesse minha Velha Serrana um pouco mais de sorte, ou



grana, eles teriam por lá passado, ao vivo, pra dar o



seu recado, ao crivo. E pode até que tenham lá ido, e



eu, de bobo, ou ausente, nada sabido. Afinal, os



espetáculos circenses, uma atração que chegava a



superar o cinema nos anos 50, eram frequentes e muito



viviam dessas vozes calientes. Se Delmário por lá



passou, e bisou, nada impede que o casal Cascatinha e



Inhana lá tivesse ido experimentar nossa noite de



luar. Ou de breu, penso eu.



E nessa ordem de grandezas, quem sabe se um Vicente



Celestino, por aquelas bandas não andou e por lá sua



Gilda uma noite também cantou?
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 165 vezesFale com o autor