Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
80 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56432 )
Cartas ( 21156)
Contos (12574)
Cordel (9959)
Crônicas (22082)
Discursos (3130)
Ensaios - (8873)
Erótico (13328)
Frases (42867)
Humor (18225)
Infantil (3700)
Infanto Juvenil (2514)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137727)
Redação (2905)
Roteiro de Filme ou Novela (1051)
Teses / Monologos (2385)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4611)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Citando ZPA -- 20/09/2013 - 17:15 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
ZPA já se foi do site há nove anos, crítico dos costumes usineiros. E vale aqui copiar uma coluna sua, o seu popular U-zine.





Durante algum tempo o site pendeu fortemente para o espiritismo. Depois, foi a vez da "folosofia" de extração klesspitalista. Um surto mais recente tinha como objeto a invasão do além por terráqueos como o Padre Quevedo. Ou seja, o que não falta no usina são inquietações.



Por falar em terráqueos, alguns já se preocupam com a possibilidade da existência daqueles homenzinhos verdes (lembram-se?), os marcianos. A grande questão: Será que eles vão pensar que por aqui nós todos temos a cara daquele jipinho esquisito?



Mas houve júbilo com as últimas descobertas científicas possibilitadas pelo jipinho. Eis a notícia na versão Tutty News (Tutty Vasques, para o AOL Notícias):



"A descoberta de que Marte já foi lugar úmido e aquecido deixou os cientistas da Nasa excitadíssimos. Essa gente só pensa naquilo".



Mas, de volta ao espiritismo, a foto do Divaldo Franco (onde andará aquele outro Divaldo, o Suruagy, não sei se com y ou com i, lá pelas bandas das Alagoas?) parece dizer que a vaidade dos médiuns não conhece limites, principalmente os do bom senso. A peruca do Chico Xavier marcou uma época neste nosso plano. Quanto ao Divaldo, não que lhe faltem os cabelos. Só que, cobertos pela neve do tempo (gostaram?), acabaram recobertos pelo tônico Iracema, que costuma dar aquela tonalidade opaca, dificilmente combinável com o tom de qualquer pele. O resultado é, por assim dizer, de outro mundo, ou "ectoplasmático", para sermos mais científicos.



E o Angeli odeia homens falastrões (Folha, 06/03/04):



O homem: Fui matador! Virei do avesso, arrasei com aquela mulher!

Angeli: E como você se livrou do corpo?



Por falar em humor, uma interessante consideração do Carlos Heitor Cony sobre a restauração de obras de arte:



"Chaplin entrou em depressão quando seus filmes, restaurados pela Cinemateca do Canadá, começaram a ser exibidos. Não é a mesma coisa - dizia ele."



Mas há que lutar pela preservação do patrimônio artístico da humanidade. Louve-se o empenho do colega Adelmario, que acaba de perenizar, no site, a letra de "Não chore mais", na versão do ministro Gil para "No woman no cry" de Bob Marley. É isso aí. Não dar chance ao olvido. Eu disse "olvido". Mas, claro, sem descurar dos "ouvidos", especialmente daqueles que não são penicos.



Para encerrar, achei pungentes os versos do poeta Edmar Guedes Corrêa, em sua militância nos QAs, nos quais ele revela que aprendeu, com a amada, a ter prazer sem lançar mão da masturbação. Eu sei, lançar mão da masturbação tem algo de redundante mesmo, como toda punheta redunda numa lambuzeira daquelas. Bem que ele poderia transpor o "achado" para o âmbito da produção poética...



Mas a vida material, mesmo num site literário, não é bolinho. Então vamos ao ranking, aos cliques e autocliques, que vira e mexe voltam à baila. Por isso, dei-me ao desplante de gritar:



Co a mão, Camões, come on!



Se me permitem o disparate, a patacoada,

tasco a mão em Camões, grito "come on",

versejo, teço mil loas ao optical mouse,

a contrapelo avanço no usineiro ranking:



"A quem mui irritado com seu mouse fica

e a sanha clicadora do auto-clique espanta,

cesse tudo quanto o antigo mouse clica,

que outro clicador mais ágil se alevanta.





_____________________________

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 112 vezesFale com o autor