Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
34 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56716 )
Cartas ( 21159)
Contos (12581)
Cordel (10002)
Crônicas (22134)
Discursos (3130)
Ensaios - (8934)
Erótico (13377)
Frases (43184)
Humor (18330)
Infantil (3739)
Infanto Juvenil (2592)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137942)
Redação (2915)
Roteiro de Filme ou Novela (1054)
Teses / Monologos (2386)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4715)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->Alemanha destrói Memorial às Vítimas do Comunismo -- 10/09/2008 - 14:18 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Quarta-feira, Julho 06, 2005

Alemanha destrói memorial às vítimas do comunismo em Berlim.

http://lusitanobr.blogspot.com/2005/07/alemanha-destri-memorial-s-vtimas-do.html

O Memorial de Berlim que homenageava as centenas de vítimas do regime comunista foi demolido por ordem judicial. O terreno era particular e o dono o queria de volta. Na manhã desta terça-feira, um oficial de Justiça acompanhou a equipe de trabalhadores encarregada da demolição do Memorial do Muro.

Com caminhões, guindaste e até uma escavadeira, a equipe iniciou a retirada das 1.065 cruzes de madeira e também a derrubada de um trecho de 120 metros do Muro de Berlim, que havia sido reconstruído em um terreno bem perto do famoso Checkpoint Charlie, ex-posto fronteriço entre Leste e Oeste, por onde estrangeiros e diplomatas tinham que passar para poder entrar em Berlim Oriental.

E aquele trambolho para os judeus vítimas do nazismo? Continua firme e forte e ocupando milhares de metros quadrados, o governo alemão tinha a obrigação de fazer continuar o monumento ou muda-lo de lugar, ao menos, demoli-lo foi assasinar novamente as vítimas do comunismo, esquecer sua luta contra os comunistas sanguinários e ofender a todos que tinham cerceado o direito de ir e vir por aquele muro vermelho, aquela cortina de ferro, que aterrorisou gerações e marcou a História como um dos casos mais negros da História.

Postado por acja às 6:04 AM


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui