Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
30 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56709 )
Cartas ( 21159)
Contos (12581)
Cordel (10002)
Crônicas (22133)
Discursos (3130)
Ensaios - (8932)
Erótico (13377)
Frases (43181)
Humor (18330)
Infantil (3739)
Infanto Juvenil (2591)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137939)
Redação (2915)
Roteiro de Filme ou Novela (1054)
Teses / Monologos (2386)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4711)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->A dívida interna - Os ovos das serpentes e os donos dos ovos -- 02/04/2008 - 16:43 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A DÍVIDA INTERNA - OS OVOS DAS SERPENTES - OS DONOS DOS OVOS.

http://www.tribunadaimprensa.com.br/coluna.asp?coluna=nery

Os donos dos ovos

O saudoso e exemplar Virgilio Távora, duas vezes senador e duas vezes governador do Ceará, era candidato a governador em 78, foi à cidade de Senador Pompeu para um comício. Não havia um hotel razoável onde hospedar-se. Ficou na casa do médico Adonias Mano de Carvalho.

Depois do comício, o jantar. Depois do jantar, a sobremesa. O doutor Adonias chamou a cozinheira:

- O que é temos para a sobremesa do senador Virgilio?

- Doutor, temos doce de banana e banana pessoalmente.

Helio Duque

Lula, com seu irresponsável talento de marqueteiro de si mesmo, como um Duda de palanque, está enganando o País, fingindo que acabou com a dívida, como se um doce fosse, mas é um crime 'pessoalmente'.

O brilhante baiano, professor e doutor em Economia, Helio Duque, três vezes deputado federal pelo MDB e PMDB do Paraná, fez um estudo profundo, irrespondível e arrasador sobre a dívida do País, que chamou de 'O Ovo da Serpente', relembrando o clássico filme de Ingmar Bergman:

'Na Índia, a 'naja' é uma serpente venenosíssima e de picada mortal, não obstante ser a preferida dos mágicos encantadores de serpente. A economia brasileira está chocando um ovo de serpente, a dívida interna. É fundamental destruí-lo, antes que seja tarde'. Os números são mortais.

Lula

1 - O Brasil está com uma dívida interna de 790 bilhões de dólares, alcançada em dezembro do ano passado, o que significa 1 trilhão e 334 bilhões de reais. Só em 2007, o Banco Central comprou 78 bilhões e 600 milhões de dólares incorporados às reservas, que atingiram 190 bilhões de dólares, diante de uma dívida externa de 183 bilhões de dólares.

2 - Segundo Lula, marqueteiro de plantão, a dívida externa foi liquidada. Isso é uma mentira, uma enganação, pela razão primeira de não ser possível, pois a dívida externa abrange setores públicos e privados. Do total da dívida, 70 bilhões de dólares são de origem pública, mas 103 bilhões de dólares de inteira responsabilidade de empresas privadas. É elementar que o governo não pode interferir no pagamento dessas dívidas.

Banco Central

3 - A partir de 2004, o Banco Central fez a opção de fortalecer as reservas cambiais internacionais e a dívida interna recebeu impacto criminoso. Dados oficiais de 2004 a 2007, com valores corrigidos pela Selic, mostram que a aquisição de dólares custou 358 bilhões e 670 milhões de reais, incorporados à dívida interna, pela emissão de títulos públicos.

4 - Isso significa que o 'fim do endividamento externo' teve a contrapartida de brutal aumento do endividamento interno. O ex-presidente do Banco Central, Afonso Celso Pastore, que não é nenhum bolivariano, considera um erro a troca da dívida externa por dívida interna, infinitamente mais cara. A rolagem desses títulos tem elevado custo, resultado da nossa taxa básica real de juros, a mais alta do planeta.

Os juros

5 - Enquanto o Brasil pagava, em 2007, pela dívida externa, juros de um máximo de 5 a 6%, os juros da dívida interna atingiram 12,8%. Hoje, estão em 11,25%. A dívida externa é atrelada a juros bem mais baratos, diante dos juros da dívida interna. O governo trocou a dívida externa em dólares pela dívida interna na base da Selic. Os donos dos títulos, os donos dos ovos, nacionais ou internacionais, são os mesmos.

6 - Por isso, os custos das nossas reservas cambiais são elevadíssimos. O Banco Central teve em 2007 prejuízo de 47 bilhões e 513 milhões de reais, por causa da política de acumular reservas, prejuízo assumido pelo Tesouro Nacional, através da emissão de títulos públicos.

O prejuízo

7 - Vejamos didaticamente: em 2007, o Brasil comprou 78 bilhões e 500 milhões de dólares pagando 155 bilhões de reais, com a emissão de títulos públicos, incorporados à dívida interna. Para cada 1 dólar, o governo pagou, na média, 1 real e 95 centavos. No fim de 2007, o dólar estava valendo 1 real e 75 centavos. A diferença cambial é a causa do prejuízo.

8 - Sempre que a cotação da moeda norte-americana cai, as perdas das reservas nacionais se ampliam. A economista Claudia Safatle fez uma comparação interessante sobre o prejuízo reconhecido pelo BC:

'O que foi gasto no ano passado para carregar as reservas equivale a mais de 5 orçamentos anuais do Bolsa Família. Uma forma de reduzir essa despesa seria reduzir os juros. Uma Selic mais baixa teria efeitos positivos, tanto na valorização do câmbio quanto no diferencial dos juros'.

O preço

9 - O governo federal, em 2008, além dos recursos do Orçamento, terá uma necessidade de financiamento de 350 bilhões de reais, obrigando o Tesouro Nacional à emissão de novos títulos. Os títulos que vencerão no período serão de 400 bilhões de reais, sendo 103 bilhões de juros.

10 - Este é o preço do ovo da serpente: a dívida interna já chegou a 790 bilhões de dólares. O inacreditável é que, no Congresso, Câmara, Senado, na grande imprensa, ninguém toma conhecimento, ninguém se assusta, ninguém discute. Têm medo de desagradar aos donos dos ovos.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui