Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
42 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56723 )
Cartas ( 21160)
Contos (12583)
Cordel (10005)
Crônicas (22134)
Discursos (3130)
Ensaios - (8936)
Erótico (13378)
Frases (43199)
Humor (18335)
Infantil (3739)
Infanto Juvenil (2597)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137948)
Redação (2915)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2386)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4723)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->As Brigadas do MST, o exército revolucionário de Lula -- 11/02/2008 - 11:20 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
As Brigadas do MST

Adonai Camargo

Vou dar-lhe uma pequena idéia do que o MST é

Não tenha dúvida: o MST nomeia, faz e desfaz no INCRA, ou você acha que os atuais adminstradores, especialmente das carteiras de 'Obtenção de terras' são oriundos do Vaticano (Nem este serve mais como referência por conta da tal 'Demonologia da Libertação', embora Bento XVI tenha defenestrado Leonardo, o Bofe)? Se você fizer uma consulta nas superintendências do INCRA terá surpresas desconcertantes, verbi gratia: a totalidade das chefias e subchefias estão confiadas a membros do MST ou de 'vinculados' (oriundos da CONTAG, FETAG, CONTRAF, CONCRAB et caterva e quejandos). associados a estes há uma categoria que aderiu ao serviço público através de uma imoralidade administrativa (atenção Ministério Público), são os chamados ATES. Tais valentes profissionais 'capacitados', em sua maioria desvinculados de qualquer atividade voltada para produção rural, muitos deles sequer sabem diferenciar um boi de um touro, integram uma categoria especial dentro do INCRA: fazem nada e consomem uma polpuda soma em diárias. viajam o tempo inteiro pelas madraças do MST fazendo proselitismo ideológico e promovendo a integração das Brigadas do MST (isto mesmo: brigadas, pois é esta designação dada pelos bravos à formção de seus quadros. Tenho a cartilha e gostaria de disponibilizá-la pela rede. Se mando o texto o post fica muito grande). O mais curioso e que escancara de vez a farsa: os convêncio do INCRA são feitos com entidade que servem de suporte ao MST, posto que este não tem personalidade jurídica o que o torna impune como já temos observado (bela legislação brasileira, bravos 'legisladores').
Aí vai uma pequena demonstração do conteúdo da cartilha que foi distribuído por chefes das guangues que estão escorados no INCRA.:


FUNCIONAMENTO DAS BRIGADAS DO MST

APRESENTAÇÃO

'Nos últimos anos estamos melhorando a forma de funcionamento de nosso movimento. Ao invés de grandes regionais optamos por funcionar por brigadas de mais ou menos 500 famílias onde se dá a organização dos Núcleos, dos Setores, da Direção e da Coordenação Estadual. Esta forma de organizar permite maior participação de homens e mulheres e facilita na multiplicação de lideranças. É importante que todos os militantes tenham noção de como deve funcionar o MST a partir da mudança de método e se empenhar para construir as brigadas para que o MST ganhe mais qualidade.

Cada Estado, a partir de sua realidade geográfica e de construção do MST, deve estabelecer um plano, os passos que devem ser dados para implementar esse novo método e estrutura de funcionamento. Isso é primordial para que se possa ir acumulando, construindo e dando nova qualidade ao MST.

Essa reestruturação orgânica não é tarefa, nem responsabilidade de um setor, de um grupo de dirigentes. Mas sim, de toda a militância que deve ser orientada pela práxis dos dirigentes e coordenadores dos setores. Portando, a responsabilidade é de todos nós.

Esse subsídio busca unificar certas compreensões, tarefas e formas de funcionamento do MST. Resgata princípios, normas, compromissos, objetivos e qualidades que orientam a prática dos coletivos, dos militantes e dos dirigentes, utilizando um método adequado de construção.

Com a participação de todos, vamos realizar bons estudos e avançar rapidamente na implementação das brigadas em todos os Estados.'


I. O QUE É UMA BRIGADA?

O nome 'Brigada' quer dizer a soma de partes de uma organização, para desenvolver atividades diferentes com o mesmo objetivo. Se tomarmos como referência a organização de uma festa de aniversário no assentamento, cada equipe fica responsável por uma parte (Mística da festa, onamentação do ambiente, animação, alimentação, jogos, diversão e encerramento).

Cada equipe se encarrega de fazer a sua parte para alcançar o mesmo objetivo que é comemorar com festa o dia do aniversário do assentamento.
Mas a brigada que nós estamos falando é composta por um número de famílias que moram em alguns assentamentos e acampamentos próximos. E com essas famílias que se organiza a brigada, distribuindo ao máximo as tarefas entre os coletivos que devemos formar.


II- COMO É COMPOSTA UMA BRIGADA?

A brigada é composta por:

1. NÚCLEOS DE BASE

Os núcleos são compostos tanto no assentamento quanto no acampamento por 10 famílias mais ou menos. Há uma mulher e um homem escolhidos como coordenadores, que são responsáveis para:

• Coordenar as reuniões
Anotar as opiniões de cada participante
• Levar as decisões e opiniões do núcleo para a direção
• Visitar cada família para saber de suas dificuldades
• Ajudar os membros do núcleo a encaminhar os seus problemas

Deve ter também no núcleo, uma pessoa para secretariar todas as reuniões, escrevendo em um caderno todas as decisões e duas pessoas responsáveis pelas finanças do núcleo.


2. SETORES

A brigada também é organizada com setores.
Desde que surgiu o MST é que temos a prática de organizar coletivos que discutem, planejam e encaminhem questões relacionadas com os problemas do assentamento e do acampamento.

Hoje temos os seguintes setores:

• Frente de massas
• Educação
• Formação
• Saúde
• Gênero
• Comunicação
• Cultura

Temos ainda equipes como: Finanças, secretaria, disciplina e direitos humanos.

Cada setor é composto por um coletivo com um representante de no mínimo 3 núcleos de famílias.
Por que é importante que cada membro de setor ou dirigente da brigada tenha um certo número de núcleos para acompanhar?

Porque, todas as lideranças devem liderar pessoas e não áreas. Se alguém representa o núcleo, precisa visitá;-lo para saber como está funcionando. E diferente do que representar a área, que basta manter o controle e pronto.
Estes representantes dos vários núcleos formam o coletivo do setor que tem como função se responsabilizar pelos problemas e encaminhamentos de seu setor

Vamos exemplificar. Se uma brigada tem 500 famílias ela terá 50 núcleos. O setor deve ter dez representantes, por isso cada um irá ficar responsável por 5 núcleos. Logo, cada membro do setor de educação terá 5 núcleos, da formação, da produção e assim por diante. Estes representantes aproveitam as duas reuniões por mês que há em cada núcleo para encaminhar as suas tarefas.


3. DIREÇÃO COLETIVA

Abrigada também tem urna direção. Esta é composta por representante. Por 1 representante a cada 5 NÚCLEOS.

(...)

Aprofundar também todos os assuntos que dizem respeito ao futuro assentamento.

• Cuidar da bandeira e mantê-la sempre hasteada nas áreas de acampamento. (bandeira do MST, a do Brasil eles renegam e quando a usam é de forma secundária mais com o propósito de angariar a simpatia de incautos)
• Cantar o hino do MST em todas as assembléias (quanto ao do Brasil só nas mesma condições e coma as mesma finalidades da Bandeira Nacional)
• Organizar o trabalho produtivo para angariar recursos financeiros e para a alimentação.
• Relacionar-se com a sociedade em geral para defender a reforma agraria.
• Organizar o sistema de comunicação interno através de rádio comunitária, jornais e demais formas.
• Prestar trabalho voluntário seja nas cidades ou em outras partes.
• Cuidar da natureza, do lixo e da beleza do acampamento.

(...)


SETOR DE CULTURA

A palavra cultura se origina do latim e significa na sua essência a forma de viver de um povo, ou seja, corno ele faz para produzir a sua existência: como trabalha, como se diverte, como se expressa e se relaciona, etc.

No MST estamos construindo uma nova cultura, baseada na formação de homens e mulheres novos, com valores humanistas e com consciência de classe. (este conceito de 'valores humanistas' ignora o esforço individual para galgar posições, favorecendo a preguiça coletiva, o que fica patente no fato de não produzirem coisa alguma e ainda se acharem no direito de reivindicar o que os outros produzem? É humanista tal concepção? O que vem ser barbárie em face desta concepção? Eles são o futuro do Brasil. Imaginem se os americanos, franceses, ingleses, argentinos, paraguaios, uruguaios e bolivianos vão querer produzir para sustentar os vagabundos do Brasil. Los hermanos arroteando a terra para produzir para os seguidores do grande guru João Pedro Stédile. Estou pagando pra ver)
O Coletivo de Cultura tem o compromisso de contribuir na formação destes novos homens e mulheres, através das diversas linguagens: música, desenho, pintura, poesia, teatro e do fortalecimento das manifestações regionais (nossas danças e festas). (E eu pensava que se reuniam para carpir, gradear aradar, plantar e após 30 dias fazer a primeira limpeza, cuidando de remover a erva daninha. Nova limpa aos 60 dias e por fim a colheita, mas, vejo que estão muito ocupados em praticar capoeira, candomblé, maculelê, caboclinho, maracatu, tambor-de-crioula e 'deve de ser' porque isto redunda em maior produção, afinal os orixás e afins gostam muito de plantar.

Para que este isso se realize é necessário organizar os coletivos de cultura nos acampamentos e assentamentos que devem ter como meta os seguintes objetivos:

• Mapear e organizar violeiros, cantadores, animadores, pintores, poetas, que vivem em nossos acampamentos e assentamentos. (as cigarras que cantarão e dançarão junto com os gafanhotos do MST nas nossas portas, devorando os nossos grãos (brrrrr no bom sentido) e deixando atrás de si um rastro de destruição) Não, não sou nenhum Nostradamus, mas, não sou burro o suficiente para acreditar que quem tem prazer em destruir tenha igual prazer em produzir.
• Organizar atividades culturais dentro da uma proposta de fortalecimento de nossa identidade cultural, baseada em nossos valores. (nem preciso citar os valores desses vândalos. O senhores já os viram agir e sabem que valores são esses
• Organizar grupos de teatro que contribuam para o processo de formação. (já vi a defesa destas coisas para a formação das crianças ditas de rua, aquelas que foram geradas através de relações entre ruas, becos, vielas praças e outros logradouros e portanto, a sociedade não tem responsáveis a quem responsabilizar, pois, como seria possível colocar uma praça na prisão?)
• Fortalecer a nossa identidade Sem Terra através da produção de musicas, paineis, peças de teatro, poemas e de atividades culturais, se contrapondo às produções dos Meios de Comunicação de Massa que transmitam preconceitos e antivalores. ( alguém conseguiu ler cultivo, plantio, manejo, arroteamento, capina (mondadura), etc.? Afinal estas são as atividades de quem trabalha a terra, já as citadas são próprias de quem não quer nem ouvir falar de roça, preferindo esteiras rolantes e outras benesses da vida citadina.
• Priorizar a participação da juventude no coletivo, (Evidentemente, pois do contrário, ela abandonará o circo
• Contribuir no processo de formação nos outros setores
• Garantir a formação dos participantes do coletivo (Este coletivo deve de ser o 'soviete')


SECRETARIA

Cada brigada deve ter a sua secretaria, seja na cidade onde centraliza as áreas que compõe a brigada ou em um assentamento. (Vê-se que não se trata de uma entidade sem identidade, posto ter até secretaria )

A secretaria precisa ter um espaço, uma sala para atendimento, um computador e um telefone que sirva para se comunicar com a Direção Estadual e outras pessoas. (nova evidência de que não se trata de um ente abstrato e se não tem personalidade jurídica é uma quadrilha )

A secretaria também é o local por onde os setores se comunicam, arquivam as decisões de reuniões e recebem as informações dos setores estaduais. (Arquivam as decisões de reuniões?. Alô Exército Brasileiro! Que tal fazer uma coleta dos arquivos para uma análise mais aprofundada do foquismo posto em prática pelo inocente MST? Alô, 2ª Seção!!!

Também na secretaria é o local onde são guardados os materiais da brigada, sejam livros, materiais de mística, fogão para as viagens e outras cosias que são de uso coletivo.

Enfim, a secretaria é o local que articula todas as atividades da brigada. (Depósito de material, arquivo, biblioteca – estou curioso para ver que tipo de material didático tem nestas bibliotecas – materiais de mística (???)... Sei não, mas, sei lá. Parece até que não sei, meu...) .

Eis o exército de Lula e no qual ele tem investido... e muito.


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 489Exibido 1322 vezesFale com o autor