Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
35 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56704 )
Cartas ( 21159)
Contos (12581)
Cordel (10002)
Crônicas (22133)
Discursos (3130)
Ensaios - (8932)
Erótico (13376)
Frases (43175)
Humor (18330)
Infantil (3738)
Infanto Juvenil (2590)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137936)
Redação (2914)
Roteiro de Filme ou Novela (1054)
Teses / Monologos (2386)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4707)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->Memorial do Comunismo: O Muro de Berlim -- 04/07/2007 - 17:42 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Muro de Berlim

Félix Maier

O “Muro da Vergonha”, que dividiu a cidade de Berlim durante a Guerra Fria, foi construída por milhares de operários, na noite de 12 para 13 Ago 1961.

O Muro atravessava rios, lagos, canais, e dividia casas, igrejas e ruas ao meio. O lado oriental da cidade, depois da II Guerra Mundial, ficou com os soviéticos, e o setor ocidental com os franceses, os britânicos e os norte-americanos.

Além do Muro em si, em alvenaria, havia soldados, cães farejadores, arames farpados, minas e mirantes para impedir a fuga. Entre 1961 e 1989, cerca de 1.000 pessoas morreram na Alemanha tentando atravessar a fronteira, 230 delas ao escalar o Muro.

Foram presas 75.000 pessoas, que tentaram fugir do Comunismo implantado na então Alemanha Oriental.

No dia 9 de novembro de 1989, houve a “Queda do Muro”, que permitiu a unificação da Alemanha e prenunciou o colapso da União Soviética, que viria a ocorrer em 1991.

A II Guerra Mundial havia reduzido a população de Berlim de 4 milhões para 2,8 milhões, com a destruição quase total do centro da cidade.


*

Instituto 631

Durante toda a década de 1950, o Instituto 631, através de suas redes apoiadas pelos Partidos Comunistas no mundo inteiro, tudo fazia para desorganizar a vida nas democracias ocidentais. Enquanto isso, os mestres subversivos profissionais russos submetiam-se a treinamento nas várias Escolas de Espionagem. A seleção e o treinamento desses agentes especiais começaram no princípio da primavera de 1948 (início da Guerra Fria), logo depois que Stalin resolveu criar duas forças separadas de subversivos clandestinos – a quinta-coluna vermelha, comandada por Mikhail Suslov, que passava instruções em código para os chefes dos Partidos Comunistas do mundo inteiro, a partir de Pankov (Distrito da então Berlim Oriental), mas com escritório central em Moscou. No XXII Congresso do PCUS, Luis Carlos Prestes encontrou-se com Nikita Kruschev e Mikhail Suslov, para planejar a revolução agrária no Brasil.


*

STASI

Polícia Secreta da antiga Alemanha Oriental (comunista), chefiada pelo lendário espião Markus Wolf. O trabalho de subversão da STASI começou em 1961, quando Israel deu início ao julgamento de Adolf Eichmann, ocasião em que a STASI apoiou e patrocinou grupos neonazistas no Ocidente, durante as décadas de 1970 e 1980, para desestabilizar a Alemanha Ocidental. Durante a Guerra Fria, foram “comprados” dos comunistas, através da STASI, 33.000 alemães orientais (para libertação), pelos alemães ocidentais, ao preço total de 3,5 bilhões de marcos alemães. O dinheiro era investido pela STASI em tecnologia (máquinas fotográficas, equipamentos de espionagem), depois utilizada para combater o Ocidente.


*

Operação carta de amor perfumada

Os falsificadores do Instituto 631, com sede em Moscou, conseguiam nomes e endereços de integrantes das Forças Armadas da Alemanha Ocidental e então usavam mulheres para escrever centenas de cartas de amor em papel perfumado e redigidas de modo a não deixar dúvidas quanto aos laços íntimos entre a mulher que escrevia e o homem que recebia. Os falsários conseguiam fazer entregar as cartas nos horários em que o marido estava no serviço, ocasião em que muitas mulheres caíam na armadilha e abandonavam o lar.



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui