Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
104 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56132 )
Cartas ( 21113)
Contos (12445)
Cordel (9802)
Crônicas (21707)
Discursos (3120)
Ensaios - (9953)
Erótico (13192)
Frases (41223)
Humor (17643)
Infantil (3599)
Infanto Juvenil (2327)
Letras de Música (5440)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136703)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2379)
Textos Jurídicos (1914)
Textos Religiosos/Sermões (4462)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->----- Meu amor disse-me um dia -- 22/09/2003 - 17:06 (MARIA PETRONILHO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

que era meu nome saudade
acreditei e agora
posso chorar à vontade

Já meu amor se esqueceu
de tudo o que prometeu
prometeu nunca faltar
junto de mim pra me amar

vivo triste minha sorte
sem amor que venha a morte
pra viver sacrificada
de viver não quero nada

dizem os muito antigos
que são as penas castigos
mas castigar-me meu rei
por tanto te amar não sei

não te acho com razão
pra viver dizendo não

quem sou eu para julgar
se está certo o verbo amar?

sou uma mulher sem sorte
em vez de amor, vem a morte!


27/12/2002


Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui