Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
135 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56923 )
Cartas ( 21164)
Contos (12585)
Cordel (10043)
Crônicas (22162)
Discursos (3133)
Ensaios - (8974)
Erótico (13389)
Frases (43449)
Humor (18412)
Infantil (3758)
Infanto Juvenil (2646)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138083)
Redação (2919)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2399)
Textos Jurídicos (1924)
Textos Religiosos/Sermões (4809)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->Mulheres fáceis -- 10/01/2003 - 12:05 (Lorde Kalidus) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Este é um assunto que sempre me intrigou, mas o que eu acho mais incrível é que ainda existam pessoas que usem este termo que, na minha opinião, é totalmente inútil e não tem qualquer motivo de existir.
Quando saía pra ir ao shopping ou pra balada com amigos meus a última coisa que vinha na minha cabeça era zoar o barraco, curtir o som ou dançar. Claro que essas coisas também são legais, mas não era nisso que eu pensava. O que eu queria era caçar, encontrar uma mulher que me fizesse sentir homem e que ficaria comigo até que a vida ou o nascer do sol nos separasse. Sentia uma fome animal e queria que devorássemos um ao outro, fosse isso o início de um relacionamento estável ou apenas pra durar por uma noite. Mas, em muitos casos, acabei batendo de frente com algo incômodo e extremamente questionável: a espera.
Mas o que motivava isso? Qual a razão de se criar um espaço de tempo que às vezes se estende por meses para se chegar a algo que pode resultar em prazer para ambas as partes? A resposta não poderia ser mais imbecil... elas tinham medo de serem consideradas fáceis.
É algo estúpido, sem dúvida, mas infelizmente é um comportamento necessário, uma vez que a maioria dos homens tem bosta na cabeça e não sabem entender mulheres de uma mente mais esclarecida. Se elas demoram pra se entregar são moças de família, embora os mesmos homens que as chamem assim também digam que elas estão é se fazendo de difíceis; e, se desejam tanto um cara a ponto de darem pra ele na primeira noite, simplesmente porque não fazem o mesmo que a maioria, são chamadas de putas, até mesmo pelos homens que desfrutam de suas carícias. Pra mim, o grande problema aí é uma inveja cavalar, nutrida por mulheres mau amadas que querem a todo custo colocar barreiras à diversão alheia e de caras que gostam de ter o que falar sobre aquilo que não conseguem ou querem entender, que é o caso de sentimentos legítimos e espontâneos que tentam sobreviver num mundo de máscaras.
Já tive várias amantes e namoradas, a maioria de idade superior à minha (coisa de 10 a 15 anos a mais que eu). Nunca gostei das mais novas, pois a maioria delas defende essa merda de que podem ser chamadas de vadias se fizerem aquilo que estão a fim. Curiosamente, estas mesmas garotas,em sua maioria de 15 a 21 anos, que sonham em conhecer um príncipe encantado, vão quebrar a cara cerca de 10 anos depois, quando já tiverem se separado uma ou duas vezes, e vão passar a curtir a vida através dos mesmos relacionamentos ocasionais que condenavam quando eram jovens. É preciso que as pessoas abandonem não só esse tipo de preconceito como também a estúpida mania de viver pensando no que os outros vão pensar de suas atitudes e se preocupar mais com sua satisfação pessoal, porque ninguém mais vai fazer isso por nós.

Kalidus, 05 de janeiro de 2003



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 688 vezesFale com o autor