Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
91 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55060 )
Cartas ( 21063)
Contos (12134)
Cordel (9568)
Crônicas (21229)
Discursos (3108)
Ensaios - (9913)
Erótico (13135)
Frases (39989)
Humor (17551)
Infantil (3562)
Infanto Juvenil (2309)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135730)
Redação (2875)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4205)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->BELO -- 07/03/2002 - 12:20 (VALMIR JOSE NUNES VIANA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Escuta tua manhã abrindo em leque
transporta tal estrela a noite
cada música lembranças
do sol nascente.

Vieram vendavais nutrido a pensar
encanto novo belo plasma
vida andorinhas vivencia
nobreza terrena.

Algumas palavras da criança
ressurgirão mente adormecida
ao mundo da poesia solidária
tal medida livre.

Sobre um céu abraço-me a nuvens
acompanhando aos cabelos
adulto paz natureza
mãe de todas as cores.

Conta história morta espinhos
traspassa agonia onde
mora à dor mal cicatrizada
dos ventos imortais.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui